quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Biologo afirma ser possível trazer dinossauros de volta a vida

Um bioquímico britânico supõe que as propriedades genéticas das aves contemporâneas poderiam ser a clave para a volta dos dinossauros, que se extinguiram há 65 milhões de anos. Dr. Alison Woollard acredita que seria possível reconstruir o genoma de dinossauros alterado o DNA das aves. 

"Nós sabemos que as aves são descendentes diretos dos dinossauros, de acordo com o que foi demonstrado por uma série de achados fósseis compreendendo evolução da linhagem de criaturas como Velociraptor e Tyrannosaurus rex para as aves voadoras de hoje", disse Woollard, da Universidade de Oxford, citado pelo GMA News. 

 De acordo com o pesquisador, no filme Jurassic Park cientistas extraíram DNA de mosquitos preservados em âmbar durante milhões de anos. Esta abordagem é impossível na realidade, porque o DNA não pode sobreviver mais de 6,3 milhões de anos, de acordo com recente pesquisa realizada na Austrália. 

Por essa razão ele sugere "inverter a evolução", alterando os genes para orientar o nascimento de uma cria de uma ave, a cria da sua cria e assim sucessivamente. Para criaturas que existiram até 6,8 milhões de anos podem ser usadas tecnologias de clonagem. Neste sentido, o cientista citou o exemplo dos mamutes. 

Ultimamente recuperaram vários corpos de mamutes em bom estado no permafrost siberiano, que tem incentivado os cientistas sul-coreanos e russos planeja um sistema que permite que esses animais para clonar (Paraíba.com.br) .

Um comentário: