terça-feira, 2 de março de 2010

Surgem os Mamíferos

Quando o mundo era formado por um grande e único continente chamado Pangéia, surgiram os primeiros répteis parecidos com mamíferos: os pelicossauros. Eles possuíam enormes barbatanas em forma de leque nas costas. Atingiam até 4 m de comprimento e tinham grandes mandíbulas com numerosos dentes. Por isso, pareciam viver "sorrindo", como o Dimetrodon. Mas eram perigosos.

O Dimetrodon não pode ser considerado como um dinossauro, ele faz parte de um grupo de répteis chamados pelicossáurios , que viveram antes dos dinossauros aparecerem na Terra durante o período Permiano há aproximadamente 250 milhões de anos atrás.

O Dimetrodon foi um predador que dominou em sua época , provavelmente devido às vantagens que lhe proporcionava o seu grande leque dorsal , que orientado perpendicularmente ao sol devia demorar metade do tempo para se aquecer que outros de seu tamanho sem leque.


Bons de Corrida

Pelicossauros foram sucedidos pelos terapsídeos, alguns dos quais comiam plantas, como o Moschops, e outros eram carnívoros, como o Sauroctorus. Com pernas mais longas e caudas mais curtas do que os pelicossauros, podiam ser bem mais velozes. Pareciam um cruzamento de lagarto com cachorro. Por exemplo, o Lycaenops tinha focinho semelhante ao de um pastor alemão e corpo atarracado como um mamífero.

Peludo e Dentudo

O último grupo de répteis parecidos com mamíferos era formado pelos cinodontes, ou seja, "dentes de cachorro". Esses ágeis animais viveram há cerca de 220 milhões de anos. O Cynognathus era um cinodonte peludo, dono de mandíbulas fortes e dentes apropriados para triturar carne

O Cinognato, cujo nome significa ''mandíbula de cão'', que pertence à classe dos Synapsida, que representa uma classe formada por répteis parecidos com mamíferos.


É o único membro da família dos Cynognathidae, distribuída mundialmente. Este animal viveu no início do período Triássico, por volta de 250 milhões de anos atrás.


Com cauda curta, dentes caninos alongados e pontiagudos, o Cinognato poderia ter sido um animal carnívoro, possuindo esqueleto leve, sendo um animal quadrúpede.

Como os gatos, o Cinognato pode ter tido bigodes, o que o aproxima dos mamíferos.


Era ágil e veloz, não tanto como os cães atuais, já que suas patas eram mais curtas e seus pés se apoiavam de forma plana sobre o solo, como os de humanos.


Mamíferos de Verdade

No final do Triássico, os últimos répteis parecidos com mamíferos desapareceram da face da Terra. Começava o reinado absoluto dos dinossauros. Galopando por entre bandos de poderosos dinos e estremecendo com o barulho de suas passadas gigantescas, havia descendentes diretos dos cinodontes. Não marcavam muita presença, mas eram de verdade, dos quais todos os mamíferos, incluindo os humanos, descendem.

O termo " Cynodonte " se refere a um grupo largo de mamífero-répteis extintos, o Cynodontia. Estes incluem os antepassados diretos de mamíferos. Este animal foi o modelado por fósseis de outro Cynodonte achado na África do Sul chamado Trinaxodonte.

Trinaxodonte viveu um pouco mais cedo e possuía o tamanho de um gato. Os dentes de Trinaxodonte eram parecidos com caninos, incisivos e molares que são características mamífero. Buracos pequenos nos ossos do focinho sugestionam bigodes. A presença de bigodes implica pelos no corpo e sugere que o Cynodonte possuía sangue quente.


Sendo meio réptil e meio mamífero os Cynodontes representam o vínculo evolutivo perdido entre estes dois grupos. Os Cynodont e as Placérias eram parentes distantes, mas o Cynodonte possuía mais características dos mamíferos.


Na Floresta Petrificada, deserto do Arizona nos E.U.A., foram achados algumas vezes só dois dentes de molar de um Cynodonte grande. Estes eram semelhantes com os do Trinaxodonte mas sugeriram um animal muito maior.


Eles comiam ovos, répteis pequenos e insetos entre outros animais pequenos
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário